twitter
    @gabrielnazioni

Made in me

O ano passado participei de um concurso de contos e poemas, e sempre fiquei na vontade de postar o trabalho inscrito aqui no blog mas nunca lembrava ou achava oportuno.

Mas enfim, ae vai "Preciosa" um dilema que todos nós blogueiros enfrentamos na hora de postar.

Preciosa

Eita minha preciosa que sempre me deixa na mão!

Nas horas de maior urgência,

a bendita sempre da um jeito de sumir

 

Impressionante como ela sempre some.

Da maneira mais dolorosa,

Ma abandona sem dó nem piedade.

Sem deixar vestígios.

 

Será timidez?

Eu chamo...chamo,e nada.

Cadê ela?

 

Aos poucos ela vai aparecendo.

Como menina manhosa que faz charminho pra se mostrar.

Mas quando se solta,

É até difícil segurar

 

Engraçado que essa assanhada sempre me deixa em maus bocados.

Ela se vai...

Some sem mandar notícias.

E eu fico,

Fico com cara de tacho.

 

Mas quando a danada precisa ficar quieta,

Naquelas horas que o melhor é ficar calado.

Lá vem a digníssima se engraçando.

Botando caraminholas na minha cabeça.

Até que eu me rendo.

 

Não resisto ao jeitinho dela.

Espontânea e irreverente.

Ah...a verdade é que ela me domina.

Sem ela não sou absolutamente NADA!

 

Olha ela aí gente.

Até que em fim você chegou minha querida imaginação.

Quase faço feio pras visitas,

E fico sem nada para servi-los.

2 prefiro comentar:

Janaína Moraes disse...

Olá, preciso da sua colaboração.
É rapidinho, não doi e não vai gastar tempo.
Apenas escolha um nome.

http://estoriasmediocres1.blogspot.com/2009/04/procura-se-um-nome.html

Mel disse...

juro que fiquei com raiva no final!